Bandidos fingem ser policiais e matam jovens com mais de 20 tiros cada

Grupo de dez bandidos matou Marlon Martins da Silva, 28 anos, e Gustavo Salles Siqueira, 16 anos. Moradores disseram ter escutado mais de 100 disparos de arma de fogo


Um grupo de dez criminosos armados com fuzis e pistolas executou dois rapazes, por volta das 21h40, deste domingo (28), no bairro das Laranjeiras, na Grande Jacaraípe, na Serra. Marlon Martins da Silva, 28 anos, e Gustavo Salles Siqueira, 16 anos, foram mortos com mais de 20 tiros cada um. 

De acordo com informações da polícia, o crime aconteceu na esquina da Rua Guaianazes com a rua 15. Testemunhas contaram que os bandidos chegaram em dois carros, cada um por uma rua, e cercaram as vítimas. Eles desceram do carro dizendo que eram policiais e mandaram Marlon Martins da Silva, 28 anos, encostar na parede. Na sequência, Marlon foi executado com pelo menos 25 tiros.

Minutos depois, Gustavo Salles Siqueira, 16 anos, voltava de um bar, depois de jogar sinuca, e seguia para casa de skate, quando foi abordado pelos bandidos e recebeu um tiro na perna. Nesse momento, a mãe de Gustavo, que voltava da igreja com quatro crianças, um deles um bebê de colo, viu o filho sendo baleado. O rapaz chegou a pedir socorro a mãe, mas acabou executado com pelo menos 20 tiros. Logo depois os bandidos foram embora. 

A ação foi muito rápida. Moradores disseram ter escutado mais de 100 disparos de arma de fogo, mas nenhum outro morador ficou ferido.

Fonte: Gazeta Online

Postar um comentário

0 Comentários