Obras do contorno do Mestre Alvaro são iniciadas após dez anos

A expectativa é que pelo menos 15 mil veículos, a maioria caminhões e ônibus, deixem de utilizar esse trecho da rodovia que corta a região metropolitana


Teve início na segunda-feira (14) as obras do contorno do Mestre Álvaro. O projeto que pretende melhorar o trânsito na região metropolitana de Vitória, especialmente na BR 101, no trecho entre Carapina e Laranjeiras, em Serra.
Diariamente, 50 mil veículos transitam pela BR 101. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trecho entre Laranjeiras e Carapina, é o mais perigoso do Espírito Santo. A expectativa é de que pelo menos 15 mil veículos, a maioria caminhões e ônibus, deixem de utilizar esse trecho da rodovia.
Anunciadas pela primeira vez em 2008, o projeto teve andamento inicial em 2014, quando a licitação foi liberada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Mas em 2016, uma medida cautelar do próprio TCU, paralisou o andamento do projeto. Em abril, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas veio ao Espírito Santo assinar a ordem de serviço.
 “Finalmente podemos iniciar a obra. Teremos uma repercussão importante do ponto de vista da segurança viária e da economia no tempo de viagem, tirando um trânsito pesado de dentro do município da Serra, que é um dos municípios mais importantes do estado do Espírito Santo”, destacou.
 O investimento total da obra é de R$290 milhões. A conclusão da obra está prevista para 2022. O novo trecho que contorna o Mestre Álvaro terá 19 quilômetros de extensão. O projeto inclui pistas com faixas duplicadas nos dois sentidos, sete viadutos, quarenta passarelas além de ciclofaixas. 


Postar um comentário

0 Comentários