Imprudência: carreta transporta blocos de granito soltos e empilhados no ES


Veículo foi flagrado por outros motoristas em Cachoeiro de Itapemirim, nesta segunda-feira (17)

Uma carreta carregada com dois blocos empilhados um sobre o outro e sem amarrações chamou a atenção dos motoristas que flagraram a cena na rodovia ES 482, que liga Cachoeiro de Itapemirim a Alegre, na região Sul do Espírito Santo. O transporte irregular foi visto na tarde desta segunda-feira (17). A polícia pede para que a população denuncie cenas como esta.

 O vendedor Bruno de Andrade Silva conta que o registro foi feito por volta das 13h30, já na saída da cidade. “A carreta seguia sentido Castelo. Como estava atrás dele, fiquei até com medo de ultrapassar. Um perigo transportar algo assim. Muita irresponsabilidade”, comentou o vendedor.

Assim como ele, o internauta Guilherme Guimarães Neto também passou pelo caminhoneiro e fez um vídeo do transporte. “Tragédia anunciada. Mais um caminhão com pedras sem amarração na rodovia Cachoeiro x Castelo”, comentou Neto.

O motorista seguiu sentido Castelo. Ele teria passado por um posto policial, as margens da rodovia, alguns quilômetros a frente do registro, em Coutinho.

Em nota, a Polícia Militar disse que nenhuma ocorrência de trânsito com essas características foi registrada nesta segunda-feira (17) pelos militares. Os PMs do posto policial da localidade de Coutinho garantem ainda que nenhum veículo com essas características passou em frente à unidade. Informaram ainda que realizam fiscalizações constantes em rodovias estaduais, com o objetivo de identificar o tráfego de veículos irregulares, condutores alcoolizados e qualquer tipo de infração rodoviária. 

A polícia pede que a população deve denunciar e ao constatar qualquer tipo de tráfego irregular e ocorrência que configure infração ou crime de trânsito, o cidadão deve ligar para o 190 e informar sobre a situação, passando informações sobre o trecho, placas e modelo do veículo, para que este possa ser abordado em um ponto da via. 

Desde 2010, uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito estabelece que esse tipo de material só pode ser transportado preso ao veículo.

Fonte: Gazeta Online

Postar um comentário

0 Comentários