OAB entra com ação contra Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal


Cúpula da Ordem dos Advogados do Brasil quer explicações do presidente sobre mortes na ditadura


O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal pedindo explicações ao presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre mortes registradas no período da Ditadura Militar. Na ação, a OAB quer que o presidente apresente a sua versão sobre a morte do desaparecido político Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, pai do atual presidente da OAB

Na semana passada, Bolsonaro afirmou que "se Felipe quisesse, poderia dizer como o pai dele desapareceu no período militar". Depois, afirmou que ele foi morto por correligionários na década de 70. A declaração contraria uma lei vigente e uma decisão judicial, que reconhecem a responsabilidade da União no sequestro e desaparecimento do então estudante de direito, em 1974.

Para o presidente da OAB, a fala de Bolsonaro é "intolerável" e "enxovalha a honra de quem fora covardemente assassinado pelo aparelho repressivo estatal".

Postar um comentário

0 Comentários