Tiroteio causa pânico e correria em bairro de Vila Velha; posto de saúde teve que fechar as portas

Um morador do bairro Ulisses Guimarães foi atingido por um disparo de arma de fogo. Por conta da insegurança, além da unidade de saúde, um projeto social liberou as crianças mais cedo


Mais uma vez o medo tomou contou do bairro Ulisses Guimarães, em Vila Velha, no início da tarde da última quarta-feira (25). Um tiroteio deixou um homem ferido e, por conta da insegurança, um posto de saúde da região fechou as portas. Além da unidade, um projeto social liberou as crianças mais cedo. 
Testemunhas contaram que o tiroteio aconteceu em um beco no final de uma rua. O rapaz atingido pelo disparo de arma de fogo seria um morador do bairro, que foi socorrido e levado para o Hospital Antônio Bezerra de Faria.
Após o ataque, os bandidos fugiram em direção à praça do bairro. Com medo, os funcionários do posto de saúde encerraram as atividades e saíram da unidade escoltados pela Guarda Municipal.  Nesta quinta-feira (26), o posto de saúde funcionava normalmente. 
OUTRO CRIME
Em Ulysses Guimarães,  a criminalidade gera medo e transtornos há algum tempo. No começo do ano, um açougueiro foi morto dentro do próprio comércio. Uma mulher também foi vítima da criminalidade. Ela foi baleada na perna enquanto seguia para a casa. Traumatizada, a auxiliar de serviços gerais contou que há 13 anos já tinha sido vítima de bala perdida.
POLÍCIA CIVIL
Por meio de nota, a polícia informou que até o momento nenhum suspeito foi preso. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha e, até o momento, a autoria e motivação são desconhecidas. "O Disque-Denúncia 181 é a melhor forma da população auxiliar a polícia com informações que levem à prisão de criminosos ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br", finalizou.
Fonte: Folha Vitória

Postar um comentário

0 Comentários